Investigação epidemiológica: Estudo de caso sobre a hanseníase na cidade de Peixoto de Azevedo - MT

Autores

  • Flaviana de Jesus Coelho
  • Jacson Rio Teixeira
  • Elen Juliana Farias
  • Nayara Moreira Guimarães
  • Angélica Cândida Ferreira
  • Arlete Tavares Buchardt
  • Ivson Lelis Gama
  • Lizandra Carla Pereira de Oliveira
  • Raquel Kummer

Resumo

Resumo: Hanseníase consiste numa doença contagiosa, que ficou conhecida como lepra, atinge a pele, assim como os nervos periféricos, ocasionando lesões neurais. É uma enfermidade crônica, transmitida através de contado com uma pessoa infectada e sem o devido tratamento, pelo Mycobacterium leprae. Este agente etiológico é liberado no ambiente pelas vias aéreas, podendo infectar uma grande quantidade de indivíduos. Os casos de hanseníase precisam ser notificados compulsoriamente, sendo registradosa nível nacional. A infecção pode ocorrer em qualquer pessoa, homens ou mulheres, em qualquer faixa etária, sendo que em mulheres são registrados os maiores índices, nas faixas etárias entre 50 a 59 anos de idade. O objetivo desse trabalho foi fazer um levantamento epidemiológico sobre hanseníase na cidade de Peixoto de Azevedo-MT, entre os anos de 2017 a 2019. O estudo foi realizado através de artigos para compor a bibliografia e uma pesquisa na Secretaria de Saúde da cidade, com dados obtidos através do Sistema de Informação de Agravos de Notificação –SINAN, onde foram notificados os casos apresentados em forma de gráficos de frequência.

Downloads

Publicado

2021-06-01